Mulher segura laço de outubro rosa

Cannabis medicinal e câncer de mama

 Entrando no clima do Outubro Rosa,  vamos abordar o uso milenar da cannabis medicinal no tratamento do Câncer de Mama. Há cerca de 12 mil anos a humanidade vem usando a planta cannabis para tratamento de dores em geral. Diversas evidências arqueológicas colocam sementes ou evidências de folhas e flores desidratadas foram encontradas em tumbas diversas. A mais relevante no assunto, é a múmia conhecida como Dama do Gelo ou Princesa de Ukok.

Encontrada com Tatuagens
Múmia da Princesa de Ukrok

Quem foi a Princesa de Ukrok? 


Em 1993, uma tumba foi descoberta nas estepes siberianas, próximo à China, que continha uma múmia excepcionalmente bem conservada pelas condições climáticas, assim como diversos vasilhames contendo alimentos e extratos da planta Cannabis. Sabia-se que a múmia era de uma mulher de cerca de 25 anos, e somente em 2010 com exames de tomografia, obteve-se o diagnóstico de câncer de mama na múmia. O extrato da cannabis então estaria sendo consumida como analgésico.

 

Primeira pessoa a usar Cannabis Medicinal no tratamento do Câncer de Mama
Reconstituição facial da princiesa de Ukrok

Como a Cannabis Medicinal trata o Câncer de Mama?

 A Cannabis medicinal tem diversas indicações para o tratamento do câncer, sendo as mais estudadas a náusea causada pela quimioterapia, a perda de peso, a dor intensa do câncer e controle da ansiedade e sono.  Estudos mais recentes mostraram que o aumento da concentração e expressão de um receptor endocanabinoide CB2, tinham uma correlação negativa com a doença, em um estudo publicado pela Universidade de OHIO, em 2020.

Planta de Cannabis junto com óleo Medicinal
O óelo de cannabis vem sendo cada vez mais utilizado no tratamento de doenças

 Em outro estudo mostrou o papel do receptor CB2 na sinalização e na resposta ao câncer de mama. Em alguns experimentos em modelos animais, os canabinóides foram capazes de inibir a multiplicação de células malignas, mas o estudo ainda não foi reproduzido em humanos. Já quanto às metástases ósseas, um estudo experimental in vivo, da Universidade do Arizona, mostrou efetividade de redução de metástases ósseas de câncer de mama.

Mulher segura laço de outubro rosa
Campanha de Combate ao Câncer de Mama

As evidências do papel da cannabis medicinal estão crescendo, mas até o momento não se comprovou que a cannabis medicinal funcionasse como um quimioterápico e sim como uma terapia Auxiliar no câncer de mama, principalmente com melhora das náuseas, mal-estar, emagrecimento e ainda como um coadjuvante na redução dos tumores. Estudos mais complexos ainda em curso.

Dra Selma Merenlender
Reumatologista – CRM: 52.48425-2

Quer saber um pouco mais sobre o Uso da Cannabis na Medicina? Confira aqui nosso conteúdos!


Referências bibliográficas

  1. Elbaz H, Ahirwar D, Ravi J, Nasser MW, Ganju RK. Novel role of cannabinoid receptor 2 in inhibiting EGF/EGFR and IGF-I/IGF-IR pathways in breast cancer. Oncotarget. 2016 17 de maio. [PubMed]
  2.       Lozano-Ondoua AN, Hanlon KE, Symons-Liguori AM, et al. Disease modification of breast cancer-induced bone remodeling by cannabinoid 2 receptor agonists. J Bone Miner Res. 2013 Jan;28(1):92-107.[PDF]
  3. Ward SJ, McAllister SD, Kawamura R, et al. Cannabidiol inhibits paclitaxel-induced neuropathic pain through 5-HT(1A) receptors without diminishing nervous system function or chemotherapy efficacy. Br J Pharmacol. 2014 Feb;171(3):636-45. [PDF]
  4.       Kiskova T, Mungenast F , Suváková M , Jäger W , Thalhammer T. Future Aspects for Cannabinoids in Breast Cancer Therapy. Int J Mol Sci. 2019 Apr 3;20(7). [PDF]
  5.       Pérez-Gómez E., Andradas C., Blasco-Benito S. Papel do receptor canabinóide CB2 na sinalização pró-oncogênica HER2 no câncer de mama. J. Natl. Cancer Inst. 2015; 107 : 77. [PDF]
  6.       Andradas C., Blasco-Benito S., Castillo-Lluva S. A ativação do receptor órfão GPR55 por lisofosfatidilinositol promove metástase no câncer de mama triplo-negativo. Oncotarget. 2016; 7 : 47565–47575. [PDF]
  7.       Dobovišek L, Krstanović F, Borštnar S, Debeljak N. Cannabinoids and Hormone Receptor-Positive Breast Cancer Treatment. Cancers (Basel). 2020 Feb 25;12(3):525. [PDF]