Mas afinal qual é a melhor dieta a se seguir: Low carb? Low fat? Cetogênica? Detox? Do Mediterrâneo?

Um estudo publicado em 2008 no New England Journal of Medicine comparou as dietas Low Carb (pouco carboidrato), Low fat( pouca gordura) e do Mediterrâneo realizadas durante 24 meses por 322 homens obesos. Quem teve a melhor resposta nos 6 primeiros meses foi a Low Carb, no entanto quando avaliado os 24 meses tanto ela quanto a dieta do Mediterrâneo tiveram comportamentos semelhantes.

De fato, o que podemos afirmar é que não existe uma dieta considerada “ideal”. Na prática, podemos dizer que a melhor dieta é aquela que você consegue aderir e progredir eliminando o peso necessário e conseguindo manter ele por longo prazo.

Portanto, alguns pontos importantes devem ser destacados:

– Todas as 4 fases do tratamento da obesidade podem ser melhoradas com estratégias nutricionais adequadas.

– Não basta só retirar os alimentos. Também é preciso saber colocar os alimentos que auxiliam no emagrecimento no momento certo.

– O emprego de suplementos vitamínicos e fitoterápicos podem ser excelentes coadjuvantes durante o emagrecimento, mas nunca serão mais importantes que a dieta.

– Evite dietas da moda pois elas geralmente são extremamente restritivas e sem respaldo científico. É preciso adquirir hábitos de vida saudáveis para que não ocorra o reganho de peso.

– Tenha clareza que toda vez que você entra no efeito sanfona a tendência é o seu peso final aumentar e dificultar ainda mais o emagrecimento. Portanto evite começar e largar dietas a todo momento. Isso pode ser pior do que se manter um pouco acima do peso.

– Procure um nutricionista para traçar com você a conduta mais adequada para a redução de peso e te ajudar a otimizar todas as fases do emagrecimento conseguindo um resultado mais duradouro e eficaz.

 

Danielle Osório

CRN: 3100170-4

CRF: 17896