Fonte: https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn%3AANd9GcRK3n-TajYiouj9R8h2MbaDZCcawNuTFkckgXa7ZD8lcyopCFW7

Todo início de ano surge uma dieta nova prometendo milagres. Mas você sabe qual dieta realmente funciona?

O emagrecimento pode ser dividido em etapas. Na primeira, que chamamos de choque, o emagrecimento acontece de forma acelerada. No entanto, essa fase é muito rápida durando em torno de 2 a 3 semanas. Logo depois vem a adaptação. Nesse momento a perda de peso já não é mais como no início. Ocorre uma redução no hormônio de tireoide ativo numa tentativa adaptativa de poupar energia. Então surge a primeira questão relacionada a dietas extremamente radicais: será que realmente perder peso rápido é bom? Reduzir hormônio ativo de tireoide nunca é bom. Quando isso acontece de forma acentuada, nós descobrimos o que é o efeito sanfona. Você perde muito e recupera rápido.
Chegamos na terceira fase do emagrecimento, nesse momento você começa a ficar muito desanimado. As coisas que você fazia inicialmente já não surtem mais efeito e você já pensa em desistir ou radicalizar. Se mata na academia, não come quase nada e não vê resultado.  Agora vamos imaginar que você superou todas as dificuldades e chegou na última fase do emagrecimento que é a manutenção. É exatamente aqui que acontece o maior erro. Você se sente extremamente satisfeito com seus resultados, desconsidera que seu peso precisa estabilizar e relaxa na dieta. Com isso vem o reganho de peso. Voltamos ao efeito sanfona e cada vez mais o seu organismo “se adapta” ao maior peso que ele já teve.