Gripe e falta ao trabalho

               Com a chegada do Outono, a mudança de temperatura costuma elevar o risco de infecções de vias aéreas, como a Rinite, faringite, sinusite pneumonias. A maior parte das infecções de vias aéreas superiores, como a rinite e a faringoamidalite, são de origem viral, da família dos Rhinovirus, que contam com mais de 200 subtipos, que conhecemos como resfriado comum. Não existe vacina, é uma doença benigna e de curta duração. A infecção das vias aéreas inferiores, contudo, levam a GRIPE, já uma afecção mais grave e potencialmente fatal. Os sintomas são mais intensos, levando a faltas ao trabalho, sendo esta a causa isolada mais frequente de absenteísmo no trabalho e na escola (faltas).

                   Em um estudo americano, verificou-se que a vacinação contra a gripe em empresas levou a queda de faltas no trabalho de 50 a 60 por cento em relação ao ano anterior, relacionadas a gripe. Mostrou também a redução do numero de internações como consequência de complicações de gripe. É no ambiente de trabalho ou no deslocamento de ida e vinda em que ocorrem os momentos de maior risco de contaminação, como por exemplo uso de transporte público, compartilhamento de copos, e longos períodos de contato inter pessoal. A vacinação no ambiente de trabalho protege também a família do trabalhador, que deixa de levar o vírus para a casa.

                  Converse com seus colegas de trabalho e procurem a vacinação o mais brevemente possível.

Dra Selma Merenlender

CRM 5248425-2

Responsável Técnica CMF.