Como Funciona a Acupuntura

Como Funciona a Acupuntura

As pessoas tem dificuldade em entender como funciona a medicina chinesa,
quando nos referimos aos órgãos do corpo humano. Quando falamos de
disfunções do fígado, baço, rim, coração etc., elas associam
imediatamente ao funcionamento fisiológico e estrutural deste órgão.
Às vezes, essas disfunções são de ordem estrutural, como por
exemplo, no caso de uma cirrose. Mas, na maioria das vezes, são
disfunções energéticas. E compreender o significado do estado
energético é fundamental para o sucesso do tratamento, pois ele é que
vai mostrar a(s) causa(s) do desequilíbrio e a sua prevenção.

A visão da medicina oriental, no geral, é muito diferente da
ocidental. Na medicina chinesa, os órgãos e vísceras são descritos
em termos de funções e relacionamentos e não quanto à localização,
forma, estrutura ou química. Então, o Fígado, por exemplo, tem um
papel importante no relacionamento com todos os outros órgãos, já uma
de suas funções é regular o fluxo do Qi (energia), por todo o corpo.
É ele faz esse Qi circular livremente, e quando isso não acontece,
cria-se um bloqueio energético e este bloqueio vai influenciar outros
órgãos, como o Coração, Baço ou Pulmão, entre outros. Por outro
lado, a perpetuação deste bloqueio gera uma disfunção, um problema
estrutural.

Na prática, uma patologia muito comum na medicina ocidental, a
hipertensão arterial, pode estar relacionada a vários desequilíbrios
energéticos, como: Deficiência de Sangue do Fígado, à Deficiência
do Qi do Rim, à Umidade no Baço, à Estagnação do Qi/Sangue do
Fígado ou Coração, e assim por diante. Por isso é importante tratar
esses desequilíbrios energéticos logo no início, para que eles não
acumulem e se transformem num problema estrutural mais difícil de
resolver.